May diz a parlamentares que é preciso “controlar os nervos” para o Brexit

Prestes a deixar a União Europeia, a primeira-ministra britânica enfrenta dificuldades ao tentar renegociar o acordo do Brexit com o bloco europeu

Londres — A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse nesta terça-feira acreditar que pode chegar a um acordo sobre o Brexit que o Parlamento possa apoiar, permitindo que o Reino Unido deixe a União Europeia no dia 29 de março.

Em pronunciamento ao Parlamento para atualizar os parlamentares sobre suas negociações com a UE para garantir mudanças no acordo do Brexit, May disse novamente que não vê a união aduaneira proposta pelos trabalhistas como o caminho para se chegar a um acordo.

“As negociações estão num estágio crucial e agora todos nós precisamos controlar os nervos para obter as mudanças que esta Casa solicitou e concluir o Brexit no prazo”, disse ela.

“Conseguindo as mudanças que precisamos no backstop, protegendo e enfatizando os direitos dos trabalhadores e as proteções ambientais e enfatizando o papel do Parlamento na próxima fase de negociações, acredito que podemos chegar a um acordo que esta Casa possa apoiar.”