Mau tempo e mar revolto interrompem buscas no Costa Concórdia

Dezesseis pessoas continuam desaparecidas

Brasília – As más condições meteorológicas na ilha italiana de Giglio, onde naufragou o navio de luxo Costa Concórdia, levaram hoje (29) à suspensão das buscas por corpos, informou a Defesa Civil italiana. Ondas altas e vento forte naquela região do Mar Mediterrâneo obrigaram à interrupção dos trabalhos.

Dezesseis pessoas continuam desaparecidas, segundo a lista publicada pela prefeitura de Grosseto, encarregada da identificação dos corpos. O balanço provisório da catástrofe estima 17 mortos, dos quais 16 já foram identificados.

Também foram interrompidos os trabalhos de transferência das 2,4 mil toneladas de combustível que se encontram nos reservatórios do navio.

As previsões meteorológicas apontam que o mau tempo permanecerá até a próxima terça-feira (31). Segundo os responsáveis pela operação de retirada do combustível, a estimativa é que deverá levar cerca de duas semanas para ser concluída.