Maternidade é bombardeada no norte da Síria

Na última semana, quatro hospitais de campanha da província de Aleppo suspenderam seus serviços por conta de ataques aéreos

Beirute – Uma maternidade da ONG Save the Children foi atingida nesta sexta-feira em um bombardeio em Idlib, no norte da Síria, onde existe um número ainda indeterminado de vítimas, informou a própria organização no Twitter.

A filial da organização no Reino Unido publicou um vídeo com imagens dos destroços causados pelo bombardeio, no qual é possível ver o edifício completamente destruído e ambulâncias passando.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que há várias vítimas em um ataque de aviões de guerra de origem desconhecida contra um centro médico e outro da Defesa Civil em Kafir, no norte de Idlib, mas não informou se o centro médico é o hospital da Save the Children.

A organização ressaltou que no bombardeio um dirigente da Frente al Nusra morreu e que a unidade médica está fora de funcionamento.

O grupo acrescentou que pelo menos cinco civis morreram, entre eles uma criança, e 25 pessoas ficaram feridas em um ataque semelhante contra várias áreas da cidade de Salqin, também no norte de Idlib.

Bombardeios a instalações médicas se tornaram uma tática comum no conflito na Síria. Na última semana, quatro hospitais de campanha da província de Aleppo – três deles na capital, e outros em Atareb – suspenderam seus serviços por conta de ataques aéreos.