Maradona diz que “Mão de Deus” interveio pela Argentina

Para craque, escolha do papa Francisco foi obra divina

O ex-craque argentino Diego Maradona afirmou que “a mão de Deus” voltou a intervir na escolha de seu compatriota Jorge Bergoglio como o novo Papa.

“Que alegria”, afirmou Maradona ao jornal italiano Il Messaggero. “Na minha terra, ‘la mano de Dios’ trouxe agora um Papa argentino”, afirmou o astro dos anos 80.

Um gol de mão de Maradona, que o jogador atribuiu à Deus, ajudou a Argentina a eliminar a Inglaterra na quartas de final do Mundial do México de 1986.

Falando ao jornal italiano, Maradona se definiu como um “católico fervoroso”.

“Ter um Papa de nossa terra é uma grande honra para toda a Argentina”, afirmou.