Mar da Austrália revela mensagem em garrafa mais antiga do mundo

Objeto estava vagando pelo oceano Índico há 132 anos

Melbourne – A mensagem em garrafa mais antiga do mundo foi encontrada em uma praia na Austrália 132 anos depois de ser jogada de um navio alemão no oceano Índico como parte de um experimento para rastrear correntes, disseram especialistas.

A garrafa de gin holandês sem rolha ou tampa foi encontrada por Tonya Illman, em janeiro, em remotas dunas de areia 180 quilômetros ao norte de Perth, a capital do Estado de Austrália Ocidental.

Dentro da garrafa, sua família descobriu um bilhete firmemente enrolado e amarrado com uma corda, carregando a data 12 de junho de 1886 e o nome do navio, Paula.

“Nós o levamos para casa e o secamos e quando abrimos, vimos que era um formulário impresso, em alemão, com caligrafia alemã muito fraca”, disse Tonya.

Seu marido procurou na internet e descobriu que, em um experimento realizado entre 1864 e 1933 pelo Observatório Naval Alemão, capitães de navios jogavam garrafas na água, cada uma com uma mensagem contendo a data, o nome da embarcação, suas coordenadas de localização, seu porto de origem e de destino.

“Era claramente muito emocionante, mas nós precisávamos de muito mais informação”, disse o marido de Tonya, Kym. “Nós queríamos saber se o que nós tínhamos encontrado era significativo historicamente ou uma farsa muito criativa”.

A família levou sua descoberta ao Western Australian Museum, que entrou em contato com especialistas na Alemanha e na Holanda que confirmaram que a garrafa foi produzida na Holanda no século 19, que o papel era compatível com o período e que o navio Paula havia navegado de Cardiff a Makassar em 1886, como a mensagem indicava.

A mensagem e a garrafa ficarão em exibição por dois anos no museu da cidade australiana de Fremantle.