Manifestantes protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente

Protestantes confrontam decreto de emergência nacional do presidente norte-americano para construir o muro na fronteira com o México

Chicago – Ativistas em Washington, Chicago e dezenas de outras cidades norte-americanas protestaram nesta segunda-feira, quando é comemorado o Dia do Presidente nos Estados Unidos, contra o plano do presidente Donald Trump de declarar emergência nacional para conseguir recursos para um muro na fronteira com o México.

Chamando a declaração de Trump de abuso de poder e usurpação do Congresso, organizadores ligados ao grupo sem fins lucrativos MoveOn.org e outros participantes disseram que é importante que a indignação com a decisão seja ouvida.

“Discordamos do estado de emergência declarado pelo presidente e estamos com nossos colegas e amigos imigrantes”, disse Darcy Regan, diretora executiva do grupo Indivisible Chicago, que ajudou a organizar o protesto na cidade.

Trump invocou os poderes de emergência na sexta-feira, após o Congresso se recusou a atender o seu pedido por 5,7 bilhões de dólares para ajudar a construir o muro, sua principal promessa de sua campanha em 2016. A medida permite que Trump use recursos destinados pelo Congresso para outros fins.

O presidente republicano diz que um muro é necessário para conter o fluxo de imigrantes ilegais e de drogas que cruzam a fronteira. Democratas e opositores do muro dizem que a barreira é desnecessária.