Manifestantes iraquianos bloqueiam campo de petróleo em Nassíria

Os manifestantes gritavam "nenhuma pátria, nenhum petróleo" enquanto forçavam o desligamento do campo, disseram as fontes

BASRA, Iraque – Manifestantes invadiram um campo de petróleo na cidade de Nassíria, no sul do Iraque, neste sábado e forçaram empregados a cortar o fornecimento de energia a sua estação de controle, deixando o campo desligado, disseram fontes.

O campo de petróleo produz 90 mil barris diários de petróleo bruto. Os manifestantes gritavam “nenhuma pátria, nenhum petróleo” enquanto forçavam o desligamento do campo, disseram as fontes.

O Iraque tem sido tomado por protestos em massa desde o início de outubro e manifestantes, a maioria jovens, estão demandando uma reforma do sistema político que eles veem como profundamente corrupto e que contribui para aprofundar a pobreza. Mais de 450 pessoas foram mortas.

O protesto deste sábado marca a primeira vez que manifestantes fecharam um campo inteiro de petróleo, ainda que portos e a entrada de refinarias já tenham sido bloqueados no passado.

Os manifestantes estão exigindo a retirada de toda a elite governante, considerada enriquecida pelo Estado e a serviço de potências estrangeiras, sobretudo o Irã, enquanto muitos iraquianos sofrem com a pobreza, sem empregos, serviço de saúde ou de educação.

O presidente do Iraque, Barham Salih, se negou na quinta-feira a nomear como primeiro-ministro um indicado por um bloco parlamentar apoiado pelo Irã, dizendo que ele preferia renunciar a nomear alguém que seria rejeitado pelos manifestantes.