Malásia devolverá corpo de irmão de Kim Jong-Un à Coreia do Norte

Kim Jong-Nam foi envenenado em 13 de fevereiro no aeroporto da capital malaia, em uma operação que recordou os assassinatos durante a Guerra Fria

O corpo de Kim Jong-Nam, meio-irmão do líder da Coreia do Norte assassinado no aeroporto de Kuala Lumpur em fevereiro passado, será enviado à Coreia do Norte, anunciou nesta quinta-feira o primeiro-ministro malaio, Najib Razak.

No mesmo comunicado, o chefe de governo também assinalou que nove malaios presos pelas autoridades norte-coreanas em Pyongyang depois da morte de Kim Jong-Nam voltaram a seu país.

Kim Jong-Nam foi envenenado com VX, uma substância muito tóxica classificada como agente neurotóxico, em 13 de fevereiro no aeroporto da capital malaia, em uma operação que recordou os assassinatos durante a Guerra Fria.

O incidente provocou uma grave crise diplomática entre os países da Península Coreana.

Seul culpou Pyongyang pela morte, mas a Coreia do Norte negou e jamais confirmou a identidade da vítima, que tinha passaporte de nome Kim Chol quando foi atacado por duas mulheres no aeroporto.

“Depois de completada a necropsia do falecido e recebida uma carta da família pedindo a devolução de seus restos à Coreia do Norte, o instrutor aprovou a libertação do corpo”, afirmou o primeiro-ministro.

Najib também anunciou que nove malaios que permaneciam na Coreia do Norte depois da crise diplomática serão autorizados a voltar à Malásia.