Malala dedica prêmio Sakharov a heróis sem nome do Paquistão

Jovem paquistanesa recebeu homenagem da União Europeia por sua luta pelos direitos das meninas à educação

Estrasburgo – Malala Yousafzai, a jovem de 16 anos que foi sofreu um ataque do Taleban por lutar pelos direitos das meninas à educação, dedicou nesta quarta-feira o prêmio Sakharov do Parlamento Europeu “aos heróis sem nome do Paquistão e a todos os que lutam pelos direitos e as liberdades”.

Em seu discurso de agradecimento no plenário da Eurocâmara, Malala, vestida com um sari cor salmão e perante o atento olhar de seu pai, pediu que a União Europeia (UE) apoie as 57 milhões de crianças que não têm acesso à educação no mundo.

“Essas crianças não querem iBox, iPhone e nem chocolate, querem um livro e uma caneta”, afirmou a jovem ativista perante os aplausos dos eurodeputados.