Mais de 680 pessoas são isoladas na Coreia do Sul por vírus

País já relatou 17 casos de MERS desde quando foi diagnosticado o primeiro caso, no mês passado

Seul – Mais de 680 pessoas na Coreia do Sul foram isoladas depois de terem tido contato com pacientes infectados com o vírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS, na sigla em inglês), que já matou centenas de pessoas no Oriente Médio, disseram as autoridades de saúde nesta segunda-feira.

Kwon Jun-wook, uma autoridade do Ministério da Saúde da Coreia do Sul, disse a repórteres nesta segunda-feira que 682 pessoas que tiveram contato próximo com os pacientes, tais como membros de sua família e sua equipe médica, foram isolados em suas casas ou instalações médicas para evitar a propagação da doença.

Autoridades do ministério disseram ainda que o número pode subir.

A Coreia do Sul já relatou 17 casos de MERS desde quando foi diagnosticado o primeiro caso, no mês passado, de um homem que tinha viajado para a Arábia Saudita.

Além disso, o filho de um dos pacientes ignorou as ordens médicas de cancelar sua viagem para a China, onde foi diagnosticado como primeiro caso MERS do país na semana passada.

A China isolou o homem sul-coreano em um hospital e as autoridades de Hong Kong disseram ontem que 18 pessoas que viajaram com o homem sul-coreano foram colocadas em quarentena, mesmo sem apresentarem os sintomas.

O MERS foi descoberto em 2012 e tem se concentrado principalmente na Arábia Saudita.

O vírus potencialmente fatal é semelhante ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que eclodiu na China em 2002, e pode causar febre, problemas respiratórios, pneumonia e insuficiência renal.

O vírus espalhou-se principalmente através do contato com camelos, mas também pode espalhar a partir de fluidos humanos. Fonte: Associated Press.