Mais de 15.000 mortos desde o início da rebelião na Síria

Segundo a Observatório Sírio dos Direitos Humanos, a maioria dos mortos é civil

Beirute – Mais de 15.000 pessoas, em sua maioria civis, morreram na Síria desde o início da rebelião contra o regime de Bashar al-Assad, em março do ano passado, anunciou nesta quinta-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Pelo menos 10.480 civis, 3.716 soldados e 830 desertores morreram na repressão e nos combates. O OSDH considera civis os homens armados que lutam contra o regime.

“Se a comunidade internacional permanecer em silêncio e se limitar a observar a situação, sangue continuará sendo derramado na Síria”, disse Rami Abdel Rahman, presidente do OSDH.

“A violência aumentou nos últimos dois meses e a situação está piorando”, advertiu.