Mais da metade dos americanos vê mais corrupção com Trump

Na mesma pesquisa, quase metade (44%) dos entrevistados disse ver a corrupção como um problema endêmico na Casa Branca

Os americanos acreditam que haja mais corrupção no país desde que Donald Trump chegou à presidência, em janeiro – revela uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (12).

Quase seis em cada dez entrevistados consideram que a corrupção aumentou nos últimos 12 meses, segundo a ONG Transparência Internacional. Em janeiro de 2016, início do último ano do governo Barack Obama, eram três em cada dez.

Quase metade (44%) vê a corrupção como um problema endêmico na Casa Branca, oito pontos a mais do que no ano passado.

O número de americanos que afirmam que o governo falha em sua luta contra a corrupção também segue em alta: são 70%, contra metade desse percentual registrada em 2016.

“Nossos políticos eleitos estão fracassando em sua tentativa de recuperar a confiança de que Washington tem a capacidade de servir à população. São percebidos como representantes dos interesses da elite corporativa”, afirmou em uma nota a porta-voz da Transparência Internacional, Zoe Reiter.

Nessa enquete, feita por telefone, foram entrevistadas 1.005 pessoas entre outubro e novembro. A margem de erro da pesquisa é de 3,1%.

Ao tomar posse, Trump delegou aos filhos o controle dos negócios. Foi muito criticado, porém, por não se desvincular da Trump Organization, o que pode configurar uma situação de conflito de interesses.