Mais 11 mineradores são resgatados de mina abandonada

Equipes de resgate recuperaram outros 11 mineiros em uma mina de ouro abandonada ao leste de Johanesburgo

Benoni – As equipes de resgate recuperaram na manhã desta segunda-feira outros 11 mineiros em uma mina de ouro abandonada ao leste de Johanesburgo, onde ficaram apanhados quando trabalhavam nela de forma ilegal, informaram à Agência Efe fontes dos emergências.

Desde a tarde de ontem, já são 22 os mineradores que foram tirados desta jazida abandonado em Benoni, perto de Johanesburgo, precisou Susan Moodley, porta-voz dos serviços de emergências da cidade vizinha de Ekurhuleni.

Werner Vermaak, porta-voz da companhia que está desenvolvendo os trabalhos de socorro, não pôde detalhar à Efe quantos homens que trabalhavam ilegalmente seguem soterrados, nem se no poço estão cerca de 200 pessoas, como os próprios operários asseguraram ontem às equipes de emergências.

No entanto, outras fontes do dispositivo que participa do resgate indicaram à Efe que “dentro da mina poderia haver até 280 pessoas”, cerca de 80 situadas perto da superfície e o resto em uma cavidade mais profunda.

Contudo, esses números não foram confirmados por nenhum porta-voz oficial.

Além disso, os operários com que as equipes têm contato se recusaram a sair após saber que serão detidos, como ocorreu com seus 11 companheiros ontem, por estar trabalhando na exploração de forma ilegal, informaram fontes policiais.

Os agentes estão negociando a saída dos mineiros, com a ajuda de um deles, que foi escolhido mediador.

Todos os operários resgatados irão ao tribunal porque estão acusados de exercer a mineração de forma ilegal.

A mina, à qual se chega por uma abertura muito estreita, está isolada por uma cerca e um amplo dispositivo de segurança.

Os mineradores foram encontrados no domingo, quando uma equipe de resgate que circulava pelos arredores da mina abandonada escutou gritos vindos do poço.

A exploração irregular de minas aparentemente abandonadas é um fenômeno comum na África do Sul e em todo o continente africano.

Há apenas dez dias, oito mineiros perderam a vida em uma mina de Doornkop, a sudoeste de Johanesburgo, após ficarem dois dias presos em seu subsolo.