Maior parte da população russa prefere ordem à democracia

Segundo pesquisa, a maior parte da população do país está disposta a aceitar restrições às liberdades individuais,

Moscou – A maior parte da população da Rússia prefere a ordem à democracia e afirma que, em prol de sua conservação, está disposta a aceitar restrições às liberdades individuais, revelou uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira pelo centro de estudos sociológicos “Levada”.

Essa foi a opinião de 61% dos participantes de uma pesquisa realizada no fim de março em 46 das 85 entidades federadas do país.

Para 21% dos entrevistados, a democracia é mais importante que a manutenção da ordem na Rússia, inclusive quando a observância de seus princípios possa dar liberdade a elementos destrutivos ou criminosos. Outros 18% não souberam responder.

Quando perguntados sobre o que entendem por ordem, os entrevistados, que puderam dar mais de uma resposta, disseram: o cumprimento estrito da lei (42%), a estabilidade política e econômica (42%), o fim do espólio do país (27%), a proteção dos mais desfavorecidos (24%) e o fim da luta pelo poder (17%).