Magnata japonês dos raviólis chineses é assassinado

O proprietário de uma conhecida rede de restaurantes de raviólis chineses foi assassinado na cidade japonesa de Kyoto

Tóquio – O proprietário de uma conhecida rede de restaurantes de raviólis chineses foi assassinado nesta quinta-feira na cidade japonesa de Kyoto, onde o crime organizado é muito ativo, informaram sua empresa e a imprensa.

Takayuki Ohigashi, de 72 anos, foi encontrado por volta das 07h00 locais envolto em seu próprio sangue em um estacionamento localizado em frente à sede de sua empresa, na cidade que já foi a capital imperial, informou o jornal Sankei Shimbun.

Segundo a publicação, o cadáver apresentava três marcas de bala.

A morte foi confirmada por sua empresa, “Gyoza no Ohsho” (“O Rei dos Raviólis”), uma rede com mais de 650 restaurantes em todo Japão e alguns no exterior.

Os assassinatos com armas de fogo são pouco comuns no Japão, onde a legislação é muito rígida em relação a seu porte. A maioria destes estão vinculados à Yakuza, a máfia japonesa nascida no cais da cidade-porto de Osaka.