Mãe de vítima diz que não quer vingança contra Pistorius

A mãe de Reeva Steenkamp disse que não deseja vingança contra o atleta, condenado a 5 ano de prisão pelo assassinato da namorada

Londres – A mãe de Reeva Steenkamp afirmou que não deseja uma vingança contra Oscar Pistorius, um dia depois da condenação do atleta paralímpico sul-africano a cinco anos de prisão pela morte a tiros da namorada.

A sentença de Pistorius, que em setembro foi considerado responsável de homicídio culposo, foi anunciada na terça-feira.

June Steenkamp declarou ao canal britânico ITV que estava “satisfeita” com a sentença contra Pistorius, apesar de existir a possibilidade do réu cumprir 10 meses de prisão e passar para o regime de prisão domiciliar.

“Nós não queremos vingança, queremos uma punição justa de acordo com as circunstâncias, levando em consideração sua deficiência”, completou June, que deu a entrevista ao lado do marido Barry.

“Nós não gostaríamos que fosse para a prisão e fosse maltratado. Eu acredito que ele compreenderá que não pode fazer isto, que não pode matar alguém”, declarou.

Após o anúncio da sentença, a família da vítima afirmou que estava satisfeita com o julgamento.

Pistorius foi condenado por matar em sua casa de Pretória a namorada, com quatro tiros através da porta do banheiro.

O atleta insistiu durante todo o processo que acreditava que um ladrão estava no banheiro.

A promotoria sul-africana afirmou após o julgamento que não decidiu se pretende recorrer do veredicto de “homicídio culposo”.

Uma das advogadas de Pistorius, Roxanne Adams, afirmou acreditar que o atleta deve ficar 10 meses na prisão antes de passar para a prisão domiciliar.