Maduro e Kim na mira; Zika nos EUA…

Na semana:

– A oposição venezuelana deve apresentar ao Conselho Nacional Eleitoral o referendo para revogar o mandato do presidente Nicolás Maduro. Era exigido apoio de pelo menos 1% do eleitorado, equivalente a cerca de 198.000 assinaturas. Porém, mais de 1,1 milhão de eleitores se mostram favoráveis ao referendo. No domingo, Maduro afirmou que vai montar uma comissão para avaliar a validade das assinaturas.

Segunda-feira 2

– Começam a ser distribuídos testes de emergência para diagnóstico do vírus zika, para pacientes dos Estados Unidos e de Porto Rico. O objetivo principal é identificar com rapidez as áreas afetadas para prevenir que mulheres grávidas sejam contaminadas pelo vírus. Porto Rico anunciou a primeira contaminação por zika na semana passada.

Terça-feira 3

– A tocha olímpica chega ao Brasil, após ter passado o fim de semana em Genebra, no Museu Olímpico de Lausanne. Brasília será a primeira cidade a receber a chama, para dar início a um percurso nacional de 20.000 quilômetros por terra. No dia 5 de agosto, será levada para o Maracanã, onde acontece a abertura dos jogos olímpicos do Rio. A presidente Dilma Rousseff deve receber a tocha no Palácio do Planalto nesta terça.

– A Comissão Europeia publica as suas previsões econômicas para o segundo trimestre do ano. Deve ser revelado se a Espanha e outros países serão punidos por não estarem reduzindo sua dívida externa e cumprindo as metas de redução de déficit.

– O rei Felipe VI, da Espanha, assina decreto que convoca novas eleições no país, para recomeçar o processo de substituição do primeiro-ministro Mariano Rajoy. É a primeira vez na história espanhola que as eleições precisarão ser repetidas. A constituição do país prevê que o candidato eleito tem dois meses para conseguir apoio no Congresso, o que não foi o caso de Pedro Sanchez, líder do Partido Socialista Operário Espanhol. As novas eleições devem ocorrer no dia 26 de junho.

Quinta-feira 5

– A empresa de exploração espacial Space X, do empresário Elon Musk, faz o lançamento de uma versão comercial do foguete Falcon 9, para colocar em órbita o satélite de uma rede de televisão japonesa, a JCSAT 14. Será o quarto lançamento do Falcon 9 este ano.

Sexta-feira 6

– Pela primeira vez em 30 anos, a Coreia do Norte realiza uma reunião do Congresso, para reavaliar os rumos do governo de Kim Jong Un. A última convocação para uma comissão do tipo havia sido em 1980, sob o governo de seu avô, Kim Il Sung. A Coreia do Norte está no centro de um conflito mundial por estar avançando no mercado de armas nucleares. Na quinta-feira 5, mais um míssil deve ser testado.