Maduro concede cidadania a 8 mil estrangeiros e faz pedido a Trump

O presidente venezuelano pediu a situação de todos os imigrantes latino-americanos que vivem nos EUA seja legalizada

Caracas – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, concedeu cidadania a 8 mil estrangeiros que vivem no país, entre eles 5 mil colombianos, e pediu ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que legalize a situação de todos os imigrantes latino-americanos que vivem no território americano.

“Eu desafio o governo dos Estados Unidos. Proponho publicamente ao governo dos Estados Unidos que legalize e assine um decreto estabelecendo a legalidade de todos os latino-americanos e caribenhos que vivem lá”, disse Maduro em um ato político.

Além dos colombianos, ganharam cidadania venezuelana hoje, segundo Maduro, 390 peruanos, 357 sírios, 253 haitianos, 207 equatorianos, 117 libaneses, 92 portugueses e 63 espanhóis.

“Nós não estamos gritando e dizendo que há uma situação de crise humanitária nos países de onde vêm esses imigrantes para a Venezuela. É o movimento humano”, afirmou Maduro.

Segundo estimativas da ONU, 2,3 milhões de venezuelanos foram obrigados a deixar o país devido à crise econômica e política instalada há cerca de quatro anos.

Do total, quase 1 milhão foram para a Colômbia. O Peru, que recebeu 430 mil venezuelanos, é o segundo país mais afetado pela crise migratória na Venezuela.