Maduro anuncia que também não irá à Cúpula das Américas em Lima

Venezuelano, já desconvidado, disse que a retirada de segurança a toda a delegação do país no evento foi motivo para a desistência

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta terça-feira que não irá à oitava Cúpula das Américas porque supostamente foi retirada a segurança da delegação do seu país e porque considera que este evento é “uma perda de tempo”.

“Retiraram a segurança de toda a delegação da Venezuela, por isso ontem à noite decidi que não vou à Cúpula das Américas em Lima e vou ficar com o povo da Venezuela nos dias 13 e 14”, declarou Maduro em um ato de governo em Caracas.

Em meados de fevereiro o Peru retirou o convite a Maduro e se justificou pelo fato dos 14 países da região que formam o Grupo de Lima e outras nações, incluindo os Estados Unidos, terem vetado a presença do governante lançando mão da Declaração de Québec de 2001.