Macron e Merkel pedem a Putin que apoie uma trégua na Síria

Macron pediu a seus colegas europeus para que se mobilizem e apoiem a adoção de uma resolução da ONU para um cessar-fogo na Síria

Paris – O presidente da França, Emmanuel Macron, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, escreveram nesta sexta-feira para o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para pedir-lhe que apoie uma trégua na Síria, informaram fontes do Palácio do Eliseu.

A carta foi divulgada pouco depois que Macron pediu a seus colegas europeus, no início da cúpula informal de Bruxelas, para que se mobilizem e apoiem a adoção de uma resolução da ONU para um cessar-fogo na Síria.

A Rússia freou ontem à noite no Conselho de Segurança da ONU essa resolução, que buscava estabelecer uma trégua humanitária no reduto rebelde sírio de Guta Oriental, mas o seu ministro de Exteriores, Sergei Lavrov, se mostrou hoje disposto a aprová-la se existirem garantias de cumprimento.

Macron e Merkel, segundo as fontes presidenciais francesas, solicitaram a Putin que apoie esse texto com o objetivo de que sua adoção e cumprimento conduza a uma cessação das hostilidades e a que possa entrar ajuda humanitária na região.

Os dois líderes decidiram se dirigir especificamente ao presidente russo porque nas negociações da resolução na sede da ONU em Nova York, que deve ser votada nas próximas horas, a Rússia é o membro “que mais faz objeções”.