Luta da ONU contra mudança climática ganha Prêmio na Espanha

A Convenção é um acordo promovido pela ONU para estabilizar as concentrações de gases do efeito estufa em níveis que não resultem em uma mudança de clima

Oviedo – A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC) e o Acordo de Paris obtiveram nesta quarta-feira o Prêmio Princesa das Astúrias de Cooperação Internacional 2016.

A Convenção é um acordo promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para estabilizar as concentrações de gases do efeito estufa em níveis que não resultem em uma mudança de clima perigosa e que propiciou, no final de 2015, a assinatura do histórico Acordo de Paris, de caráter vinculativo.

Desde maio de 2010, a UNFCCC tem como secretária executiva a costa-riquenha Christiana Figueres e a previsão é que em julho ela seja substituída pela diplomata mexicana Patricia Espinosa.

Competiram nesta edição 27 candidaturas de 14 nacionalidades. No ano passado, o prêmio foi para a Wikipedia e em edições anteriores foram premiados, entre outros, a Fundação Fulbright; a Cruz Vermelha; Al Gore; a Fundação Bill e Melinda Gates; Yitzhak Rabin e Yasser Arafat; Frederik De Klerk e Nelson Mandela.

O Prêmio Princesa das Astúrias de Cooperação Internacional faz parte dos oito que anualmente a Fundação Princesa das Astúrias na Espanha entrega e que este ano chega a sua 36ª edição.

Da mesma forma que as demais categorias, o de Prêmio de Cooperação Internacional está dotado com a reprodução de uma escultura de Joan Miró – símbolo representativo do prêmio, 50 mil euros em dinheiro, um diploma e uma medalha.