Lula defende criação de corte regional como alternativa à OEA

Ex-presidente pediu ao secretário da Unasul, o ex-presidente colombiano Ernesto Samper, que materialize propostas como os tribunais regionais

Guayaquil – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quarta-feira a criação de um tribunal regional alternativo às cortes de Haia e da OEA, durante uma conferência na cidade equatoriana de Guayaquil.

“Não faz sentido que em pleno século XXI um conflito entre dois países da América do Sul seja resolvido pelo tribunal da Haia ou que se tenha que recorrer à OEA”, declarou Lula

Neste sentido, Lula pediu ao secretário da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), o ex-presidente colombiano Ernesto Samper (1994-1998), que materialize propostas como os tribunais regionais.

“Temos que construir nossas instituições para resolver soberanamente nossos conflitos”, destacou o ex-presidente.

Lula, que participará em Guayaquil da cúpula da Unasul prevista para quinta e sexta-feira, destacou os avanços dos países do bloco no combate ao desemprego e na luta contra a pobreza.

O ex-presidente também apoiou os esforços da Colômbia para negociar a paz com a guerrilha das Farc após 50 anos de conflito armado.

“Estou convencido de que os inimigos da paz na Colômbia serão derrotados. A paz será alcançada”!

Lula, cujo Partido dos Trabalhadores está no centro do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras, ressaltou os sucessos da esquerda no poder em vários países sul-americanos, e fez um apelo à consolidação de “um continente de paz”.

“Este continente, despreciado por tanto tempo, será o continente onde prevalecerá a paz”.