Londres prepara medidas de contenção caso a crise acabe com o euro

A Grã-Bretanha pediu que os países da Eurozona "assumam suas responsabilidades e defendam sua moeda"

Cannes – A Grã-Bretanha prepara medidas de contenção para o caso de a crise da dívida europeia vir a acabar com o euro, anunciou nesta sexta-feira o ministro britânico das Finanças, George Osborne, durante a cúpula do G20 em Cannes, sul da França.

“É isso que se espera de nós. É nossa responsabilidade para com o povo inglês”, declarou em uma entrevista.

“Estamos ocupados com nossas dívidas e nossa situação, mas também estamos nos preparando para o que o mundo ou a Eurozna nos enviar”, acrescentou.

A crise grega colocou no banco dos réus o futuro do euro. Segundo o ministro francês de Assuntos Europeus, Jean Leonetti, a Grécia seria excluída da Zona Euro, mas também da União Europeia se não aceitar o plano decidido pelos países europeus em 27 de outubro para tentar resolver a crise da dívida.

Osborne pediu que os países da Eurozona “assumam suas responsabilidades e defendam sua moeda”. “Ninguém pode fazer isso por eles, nem mesmo a Grã-Bretanha”, afirmou ainda.

“O resto do mundo, a Gra-Bretanha, a China e o Japão inclusive, devem se assegurar de que o sistema econômico internacional permaneça estável e com fundos suficientes, e isso inclui o FMI”, acrescentou.