Light diz não ter previsão de volta de energia no Rio

Apagão atinge as zonas sul e norte da cidade; metrô e semáforos também pararam pela falta de luz

Rio de Janeiro – A concessionária Light informou que ainda não há uma previsão para o restabelecimento de energia elétrica em todos os bairros do Rio de Janeiro afetados pelo apagão de hoje. Faltou luz em pelo menos 12 áreas da cidade, principalmente na zona sul (bairros de Copacabana, Ipanema, Botafogo, Jardim Botânico e Gávea) e na zona norte (Tijuca, Rio Comprido e Vila Isabel).

Apesar do serviço já ter sido restabelecido em alguns bairros, há semáforos que continuam desligados na Tijuca, por exemplo, provocando congestionamentos. Segundo o Centro de Operações da prefeitura, mesmo com o retorno da energia é necessária uma reprogramação dos sinais, que está sendo feita pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) do Rio.

As estações de metrô Uruguaiana e Flamengo ficaram sem energia elétrica. O problema, no entanto, não teria provocado atraso nas viagens dos trens, segundo informações do Metrô. A luz voltou primeiro na Uruguaiana e por volta de 15h30, na estação do Flamengo. O posto de saúde Dom Helder Câmara, em Botafogo, também ficou sem energia, mas a situação já foi normalizada.

A assessoria de imprensa do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que, por volta das 12h, ocorreu o desligamento de dois transformadores da subestação de energia do Grajaú, na zona norte. Com isso, o terceiro transformador, que continuava funcionando, ficou sobrecarregado. “Para evitar um blecaute descontrolado, o operador pediu à Light que fizesse um corte de 190 megawatts de carga”.

De acordo com a assessoria do ONS, foi a Light quem escolheu os bairros onde seria feito o corte. “Outra medida tomada pelo ONS foi o acionamento das estações de Santa Cruz e Barbosa Lima Sobrinho para que o horário de pico, entre 18h e 22h, pudesse ser encarado de forma tranquila”, informou. Ainda segundo o ONS, os dois transformadores da subestação Grajaú continuam sem operar, mas todas as cargas já foram religadas. As causas do desligamento estão sendo apuradas.