Líderes de esquerda da AL discutirão planos da direita

Reunião, que acontecerá nos dias 29 e 30 de setembro em Quito, coincide com a fase final das campanhas presidenciais de outubro no Brasil, Bolívia e Uruguai

Quito – Líderes da esquerda de vários países foram convidados a uma reunião em Quito para discutir os planos da oposição de direita para retomar o poder na América Latina, informou nesta terça-feira o partido governista do Equador.

A reunião, que acontecerá nos dias 29 e 30 de setembro em Quito, coincide com a fase final das campanhas presidenciais de outubro no Brasil, Bolívia e Uruguai, onde a esquerda luta com afinco para se manter no poder.

“Reuniremos mais de grupos políticos da América Latina em um encontro internacional contra a restauração conservadora e por nossos processos de mudança”, afirmou Doris Soliz, secretária da Aliança País, movimento fundado pelo presidente equatoriano Rafael Correa.

No poder desde 2007, Correa advertiu nas últimas semanas sobre o ressurgimento de uma frente internacional de direita, a qual chama de “restauração conservadora” e que, segundo ele, tenta recuperar o poder nos países governados pela esquerda mediante planos de desestabilização.

Entre os convidados ao encontro, se encontram o ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, o hondurenho Manuel Zelaya, o presidente da Assembléia Nacional da Venezuela, Diosdado Cabello, e o prefeito de Bogotá, Gustavo Petro.