Líder sindical pressiona partido SPD a aderir ao governo Merkel

Inicialmente, o Partido Social-Democrata descartou participar do governo, após se sair mal na eleição de setembro

Berlim – Presidente da Confederação dos Sindicatos do Comércio da Alemanha, Reiner Hoffmann afirmou que o Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão), de centro-esquerda deve participar da nova coalizão de governo com a chanceler conservadora Angela Merkel. As negociações começam em 7 de janeiro.

Inicialmente, o SPD descartou participar do governo, após se sair mal na eleição de setembro. Posteriormente, porém, seus líderes reconsideraram a posição, após as conversas de Merkel com dois partidos menores não chegarem a um acordo, no mês passado.

Hoffmann disse, na edição desta quinta-feira do jornal Tagesspiegel, que o SPD, de centro-esquerda, tem agora a chance de avançar com políticas mais amigáveis aos trabalhadores e usar essa pequena janela de oportunidade para reformar a União Europeia.

Segundo o líder sindical, seria “um grande erro” que o partido não assuma sua responsabilidade agora. Fonte: Associated Press.