Líder opositor pede que protestos continuem na Venezuela

Os manifestantes tomaram as ruas de Caracas novamente nesta segunda (5), exigindo novas eleições presidenciais

Caracas – O líder da oposição venezuelana Leopoldo López, que está preso, pediu aos seus defensores que mantenham os protestos contra o governo de Nicolás Maduro, que seguem para o seu terceiro mês e que já deixaram mais de 60 mortos no país.

Os manifestantes tomaram as ruas de Caracas novamente nesta segunda-feira, fechando as principais estradas em direção à capital da Venezuela para exigir novas eleições presidenciais.

O movimento ocorreu após um vídeo onde López expressou apoio ao movimento, sendo gravado na prisão onde o líder está desde 2014.

O ex-presidente da Espanha José Luis Rodríguez Zapatero e a ministra de Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, visitaram López na prisão neste domingo. Os políticos, no entanto, não disseram o que foi discutido.