Líder do golpe diz que entregará o poder em Burkina Faso

O comunicado a jornalistas foi divulgado pouco após militares ameaçarem desarmar à força a guarda presidencial responsável pelo golpe da semana passada

Ouagadougou – O líder do golpe de Burkina Faso, general Gilbert Diendere, pediu desculpas ao país e disse que entregará o poder a um governo de transição civil.

O comunicado a jornalistas foi divulgado pouco após os militares ameaçarem, nesta segunda-feira, desarmar à força a guarda presidencial responsável pelo golpe da semana passada.

Os chefes das Forças Armadas Nacionais disseram que as tropas estavam seguindo para a capital do país, Ouagadougou, para tentar desarmar a junta sem derramar sangue.

Diendere disse também que a junta estava permitindo a libertação do primeiro-ministro interino, que estava sob prisão domiciliar desde o golpe.

Mediadores regionais pressionam pela realização no país de novas eleições, mais inclusivas, até o fim de novembro.