Líder do ELS é destituído pela paralisia do grupo na Síria

Líder do Exército Livre Sírio foi destituído devido à difícil situação por que passa a revolução Síria, segundo o grupo

Beirute – O líder do Exército Livre Sírio (ELS), Selim Idris, foi destituído pelo Conselho Militar da organização de tendência moderada devido à “difícil situação por que passa a revolução Síria“, anunciou a organização em um vídeo divulgado nesta segunda-feira na internet.

Na gravação, o porta-voz do ELS, coronel Qasem Saadeddin, leu um comunicado no qual explica que a medida foi adotada pela “paralisia sofrida pelo Conselho Militar nos últimos meses”, e defendeu a necessidade de uma reestruturação.

O porta-voz anuncia que o substituto de Idris, que assumiu o comando do ELS em setembro de 2011, será o general-de-brigada Abdelila al Bashir, e que o número dois do grupo será Haizam Afisi.

Bashir desertou das Forças Armadas em julho de 2012 e era o chefe do Conselho Militar do ELS em Quneitra.

O porta-voz explicou que a decisão foi tomada ontem em uma reunião do Conselho Militar do ELS.

Nos últimos meses, os rebeldes sofreram importantes derrotas nos arredores de Damasco e em Alepo, onde o regime sírio lançou ofensivas para recuperar terreno.

Além disso, o ELS, de tendência moderada, perdeu protagonismo na luta armada frente ao avanço de outras organizações insurgentes islamitas, que se tornaram fortes no norte da Síria.