Líder de Hong Kong anuncia diálogo político com estudantes

O chefe executivo de Hong Kong anunciou iniciativa para dialogar com estudantes sobre reforma constitucional

Hong Kong – O chefe executivo de Hong Kong, Cy Leung Chun-ying, anunciou nesta quinta-feira uma iniciativa para dialogar com os estudantes sobre a reforma constitucional e tentar desativar a tensão criada nas últimas horas.

Leung disse, em entrevista coletiva pouco antes da meia-noite local, que nomeou a “número dois” do Governo local, Carrie Lam, para que dialogue com representantes dos estudantes e para tratar sobre uma reforma constitucional.

No entanto, depois disse que esse diálogo seria dentro dos parâmetros da reforma eleitoral aprovada pelas autoridades chinesas.

O anúncio de Leung aconteceu poucos minutos antes da meia-noite hora local, quando terminou o prazo dado pelos estudantes para que o responsável do Governo local deixou o cargo sob a ameaça de começar a ocupar prédios administrativos.

Mas Leung assegurou que não pensa ceder aos pedidos dos manifestantes. “Não renunciarei”, afirmou.

Enquanto isso, nos arredores da sede do Governo desta região administrativa especial chinesa, centenas de cidadãos recebiam com vaias as declarações de Leung, alguns acusando-o de “ganhar tempo e não tomar decisões”.

O pronunciamento de Leung, acompanhado de Carrie Lam, aconteceu no final do quinto dia de protestos em favor de uma eleição realmente democrática do próximo chefe executivo da cidade, em 2017, que ameaçam bloquear o centro administrativo e financeiro da ex-colônia britânica. 

*Atualizada às 14h11 do dia 02/10/2014