Líder da rebelião: ‘Não se vinguem’

Membro do Conselho Nacional de Transição pediu atenção sobre os partidários de Muammar Kadafi, mas disse para evitar violência

Benghazi – Mahmud Jibril, um dos principais membros do Conselho Nacional de Transição (CNT), pediu aos combatentes rebeldes que evitem qualquer vingança em Trípoli e fiquem alertas para “bolsões” de resistência pró-Kadafi na capital.

“Hoje que nós comemoramos a vitória, apelo para a sua consciência e para a sua responsabilidade: não se vinguem, não saqueiem, não culpem os estrangeiros e respeitem os prisioneiros”, declarou Jibril, em um discurso oficial à televisão rebelde Libya al-Ahrar.

“Estes desafios são uma oportunidade única neste período de transição, de dar vida a todos os direitos pelos quais lutamos”, considerou Jibril.

“Fiquem alerta. Bolsões de resistência (das forças pró-Kadafi) ainda são localizados dentro e no entorno de Trípoli”, acrescentou.

“Devem ser prudentes. O combate não acabou. Mas, se Deus quiser, em algumas horas nossa vitória será completa”, disse Jibril, que exerce o cargo de primeiro-ministro à frente do Executivo rebelde.