Líbia: coalizão ataca Gharyan, Mezda e subúrbio de Trípoli

Forças leais ao ditador Muammar Kadafi enfrentam cerco nesta segunda feira

Trípoli – A coalizão internacional realizou nesta segunda-feira à noite ataques a posições das forças leais ao líder líbio Muamar Kadhafi, nas regiões de Mezda (centro), Gharyan (oeste) e no subúrbio leste da capital Trípoli, segundo a agência oficial líbia Jana e testemunhas.

“Áreas militares e civis nas regiões de Gharyan e Mezda foram nesta noite alvos de ataques do agressor ocidental, cruzado e colonialista”, informou a agência Jana.

Um morador da cidade de Gharyan, situada cerca de 120 km a sudoeste de Trípoli, indicou à AFP que uma forte explosão tinha sacudido a cidade às 20h15 (15h15 de Brasília), seguida de várias outras de menor intensidade.

Segundo ele, um depósito de armas e de munições foi atacado.

As cidades de Gharyan e Mezda representam, de acordo com a rebelião, as bases de retaguarda das forças de Kadhafi em suas ofensivas contra as cidades da região de Al-Jabal Al-Gharbi (oeste), entre elas Zenten e Yefren, controladas pelos insurgentes.

Essa região montanhosa foi atacada durante vários dias na semana passada pelas forças do coronel Kadhafi, segundo moradores.

Um morador de Zenten indicou que as tribos amazighes de Jado, Zenten e Yefren “se uniram a tribos árabes para formar uma única frente contra ofensiva de Kadhafi. Mas as forças são desproporcionais”.

Ao mesmo tempo, em Tajura, no subúrbio leste de Trípoli, nove violentas explosões foram ouvidas à noite, indicaram à AFP testemunhas, afirmando que os ataques foram feitos pela coalizão.

“As explosões são muito fortes. Elas foram causadas pelo bombardeio da coalizão”, afirmaram essas testemunhas, que não conseguiram especificar os alvos atingidos.