Libertados no Egito oficiais de segurança sequestrados

Pouco depois da libertação dos sete oficiais foi reaberta a passagem de fronteira do Sinai com Gaza

Cairo – Sete membros das forças de segurança egípcias que foram sequestrados na semana passada na península do Sinai foram liberados nesta quarta-feira, informou o exército, e pouco depois foi reaberta a passagem de fronteira com Gaza.

Os sete oficiais estão a caminho do Cairo. A libertação foi obtida graças aos esforços dos serviços de inteligência militar, em coordenação com os chefes tribais do Sinai, afirmou o porta-voz do exército, Ahmed Ali.

O primeiro-ministro egípcio Hisham Qandil afirmou na terça-feira que as autoridades mobilizavam “esforços intensos” para liberar os reféns sequestrados.

Os sequestradores exigiam a libertação de ativistas beduínos detidos, mas os chefes tribais conseguiram convencer os homens armados a liberar os reféns.

Pouco depois do anúncio da libertação foi reaberta a passagem de fronteira de Rafah, que liba o Egito com a Faixa Gaza, que estava fechada desde sexta-feira em um protesto dos policiais contra o sequestro.