Kim Jong-un pode ter feito segunda visita secreta à China

Líder norte-coreano teria viajado ao país asiático para um encontro com o presidente Xi Jinping e com o objetivo de se preparar para a reunião com Trump

Um alto funcionário norte-coreano visitou a China nos últimos dias, informaram nesta terça-feira meios de comunicação da Coreia do Sul e do Japão, que especularam sobre uma possível segunda visita do dirigente Kim Jong-un ao país em menos de 45 dias.

De acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap, o líder de Pyongyang visitou a cidade chinesa de Dalian, próxima da fronteira com a Coreia do Norte.

O canal de televisão japonês exibiu imagens de um comboio de veículos oficiais na cidade de Dalian, assim como imagens do aeroporto que mostram dois aviões norte-coreanos, um deles do mesmo tipo que o utilizado com frequência por Kim Jong Un. As aeronaves foram filmadas nesta terça-feira quando decolando da região.

Kim teria viajado a Dalian para um encontro com o presidente chinês Xi Jinping, para preparar a reunião de cúpula com o presidente americano Donald Trump, prevista para as próximas semanas, informou a Yonhap.

O ministério chinês das Relações Exteriores não confirmou nem desmentiu a notícia. “Não tenho informações para comunicar no momento”, declarou o porta-voz do ministério, Geng Shuang.

Kim visitou a China no fim de março em sua primeira viagem ao exterior desde que chegou ao poder em 2011. A viagem para Pequim, realizada de trem, permaneceu em sigilo até que o líder norte-coreano retornou a seu país.