Kim e Xi concordam em manter relações independente de cenário externo

China é o único aliado de grande porte da Coreia do Norte, que sofre sanções da ONU por conta de programas nucleares e de mísseis

Seul – O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, e o presidente da China, Xi Jinping, chegaram a um consenso em “assuntos importantes”, e concordaram na sexta-feira em avançar as relações amistosas “qualquer que seja a situação internacional”, disse a mídia estatal norte-coreana KCNA.

Xi deixou a capital da Coreia do Norte, Pyongyang, justamente na sexta-feira, após uma visita de dois dias, a primeira de um líder chinês em 14 anos.

A China é o único aliado de grande porte da Coreia do Norte, e a visita de Xi visou fortalecer o país, isolado diante da pressão por sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre seus programas nucleares e de mísseis, além das negociações estagnadas com os Estados Unidos para desnuclearização.

A visita acontece uma semana antes de um encontro marcado entre Xi e o presidente dos EUA, Donald Trump, que devem se reunir em uma cúpula do G20 em Tóquio, em meio à guerra comercial que afetou os mercados financeiros mundiais.

Durante um almoço na sexta-feira, último dia da visita de Xi a Pyongyang, os líderes discutiram uma série de planos para fortalecer a colaboração entre os dois países, conversaram a respeito de “importantes políticas internas e externas” de suas respectivas nações e trocaram visões sobre questões domésticas e internacionais de preocupação mútua, disse a KCNA, sem entrar em detalhes.