Kadafi proclama Sirte como nova capital da Líbia

Cidade está cercada por rebeldes, que deram até o dia 10 de setembro para a rendição

São Paulo – O ditador foragido Muammar Kadafi proclamou nesta quinta-feira a cidade de Sirte, sua terra natal,  a nova capital da Líbia. A mensagem, transmitida pela rede de televisão síria Al Rai, acirra ainda mais as tensões num dos últimos redutos do antigo regime no país.

Cercada pelos rebeldes, Sirte é um dos focos de resistência do ditador. Os insurgentes deram prazo até 10 de setembro para que as forças leais a Kadafi se rendam, o que poderia impedir o confronto na cidade.

A declaração de Kadafi desafia o pedido dos rebeldes e prepara a cidade para o clima de guerra, tendo seu território como provável palco da última grande batalha nos conflitos da Líbia. 

Muammar Kadafi conclamou na quinta-feira seus seguidores a continuarem lutando, enquanto os novos governantes líbios se reuniram em Paris com líderes mundiais para discutir a reconstrução do país depois de 42 anos de regime autocrático e seis meses de guerra civil.

“Que seja uma longa batalha. Vamos lutar de lugar em lugar, de cidade em cidade, de vale em vale, de montanha em montanha”, disse Kadafi em discurso transmitido por canais árabes de TV por satélite.

“Se a Líbia arder em chamas, quem será capaz de governá-la? Que queime. Eles não querem governar a Líbia. Eles não conseguem governá-la enquanto estivermos armados. Ainda estamos armados”, conclamou.