Juros dos títulos italianos registram forte alta

O motivo é o temor de que o país seja vítima da crise da dívida, anunciou o Banco da Itália

Milão – A Itália emitiu nesta quinta-feira 2,966 bilhões de euros em títulos a cinco e a 15 anos, cujas taxas de juros registravam níveis recordes ante o temor de que o país seja vítima da crise da dívida, anunciou o Banco da Itália.

O Tesouro emitiu 1,25 bilhão de euros em títulos com vencimento em 2016 e 1,716 bilhão em bônus que expiram em 2026. O rendimento dos títulos a cinco anos era de 4,93%, contra 3,90% na emissão similar anterior. Para os bônus a 15 anos os juros eram de 5,90%, contra 5,35% na última emissão do mesmo tipo. A demanda total foi de € 4,9 bilhões.

Os investidores temem que a Itália seja o próximo país da Eurozona incapaz de assegurar o serviço da dívida por conta própria. O país acumula uma dívida pública de 1,9 trilhão de euros, quase 120% do PIB.

Para acalmar os mercados, o Senado italiano pretende aprovar um plano de austeridade reforçado, que permitiria à Itália eliminar o déficit orçamentário até 2014.