Poderoso traficante mexicano, “El Chapo” é condenado nos EUA

Mexicano foi condenado por chefiar cartel de Sinaloa e pode receber pena de prisão perpétua

Nova York – O júri do julgamento do narcotraficante mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán, que ocorre em Nova York, o declarou nesta terça-feira culpado por ocupar um posto de liderança no cartel de Sinaloa, o que abre a possibilidade de que ele seja condenado à prisão perpétua.

Entre as acusações, El Chapo foi condenado por conspiração internacional para distribuição de cocaína, metanfetaminas e maconha; uso de armas e lavagem de dinheiro. Os 12 jurados ouviram depoimentos de testemunhas e analisaram documentos.

O narcotraficante se recusou a prestar depoimento em defesa própria. O mexicano é apontado como um dos principais líderes do tráfico de drogas no mundo. El Chapo era o chefe do Cartel de Sinaloa, organização responsável pelo destino de parte da cocaína enviada para os Estados Unidos, e está preso no Manhattan Correctional Center, desde janeiro de 2017.

A idade de El Chapo é incerta porque ele tem documentos com datas distintas de nascimento: em um, teria 61 anos, em outro, 63.

Detido várias vezes desde 1993, foi capaz de fugas cinematográficas. A caçada a ele envolveu autoridades e agentes dos Estados Unidos e do México. Preso, ele foi extraditado para os Estados Unidos.

El Chapo nega ser o chefe do Cartel de Sinaloa.