Juiz rejeita tentativa de Trump de bloquear liberação de declarações de IR

Trump se negou a divulgar suas declarações de impostos, que foram solicitadas pela Câmara de Representantes

Um juiz federal de Nova York rejeitou nesta segunda-feira os esforços do presidente Donald Trump para bloquear o acesso a suas declarações de impostos pessoais e corporativas, alegando que os presidentes em exercício não são imunes a investigações criminais. 

Em uma decisão de 75 páginas, o juiz Victor Marrero rejeitou o argumento de Trump sobre ampla imunidade presidencial, dizendo que não considerar os assuntos pessoais e profissionais do presidente poderia ir contra a administração da justiça.

“Este tribunal não pode respaldar uma afirmação tão categórica e ilimitada da imunidade presidencial do processo judicial”, escreveu Marrero.

Trump apresentou uma ação contra o promotor do distrito de Manhattan, Cyrus Vance Jr, que havia apresentou uma intimação à empresa de contabilidade Mazars USA para obter acesso às declarações de impostos do presidente a partir de 2011.

Vance está investigando os pagamentos feitos por Michael Cohen, ex-advogado pessoal de Trump, a Stormy Daniels, uma atriz pornô que afirmou ter mantido uma relação com Trump antes do republicano disputar a presidência.

Trump deve apresentar um recurso contra a decisão do juiz Marrero.

O presidente republicano se negou a divulgar suas declarações de impostos, que já foram solicitadas inclusive pela Câmara de Representantes, controlada pelos democratas.