Jornal digital Mediapart processa Sarkozy

O Mediapart publicou no sábado um documento afirmando que Trípoli tinha aceitado financiar "com 50 milhões de euros" a campanha eleitoral de Nicolas Sarkozy em 2007

Paris – O jornal digital francês Mediapart anunciou nesta quarta-feira que entrou com uma ação por denúncia caluniosa contra o presidente Nicolas Sarkozy, que processou o site por “falsificação e uso de documentos falsificados” depois da publicação de uma carta sobre suposto apoio líbio para a sua campanha eleitoral de 2007.

“Nicolas Sarkozy denunciou diante das autoridades judiciais ações caluniosas, já que ele sabia que nós não tínhamos feito um documento falso, nem utilizado um documento que sabíamos ser falso e, menos ainda, divulgado conscientemente notícias falsas”, disse Mediapart na ação, publicada em seu site.

O Mediapart publicou no sábado um documento atribuído a um líbio que ocuparia um alto cargo, afirmando que Trípoli tinha aceitado financiar “com 50 milhões de euros” a campanha eleitoral de Nicolas Sarkozy em 2007.

A publicação desta nota a poucos dias do segundo turno das eleições presidenciais na França, que será realizado domingo, causou uma confusão política.

O presidente conservador, Nicolas Sarkozy, que enfrentará nas urnas o socialista François Hollande, considerou que as denúncias são uma “infâmia” e entrou com uma ação contra o Mediapart. A promotoria de Paris abriu uma investigação sobre o assunto.