Jihadistas matam 50 soldados em emboscada na Síria

Militares realizavam um recuo tático de uma posição na província de Raqa, no norte da Síria

Beirute – Cerca de 50 soldados sírios morreram nesta sexta-feira em uma emboscada dos jihadistas do Estado Islâmico no norte do país, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

No momento da emboscada, os militares realizavam um recuo tático de uma posição na província de Raqa (norte), cenário desde a véspera de combates de uma violência sem precedentes entre os dois lados.

Mais cedo, 74 pessoas, em sua maior parte combatentes, morreram nos confrontos das últimas 24 horas entre o exército e os jihadistas do Estado Islâmico (EI) no norte da Síria.

Na véspera, o EI lançou ataques contra as províncias de Raqa (norte), Hasaka (nordeste) e Aleppo (norte), segundo o OSDH, que se baseia em uma rede de fontes civis, médicas e militares.

Este é o primeiro choque desta magnitude entre o EI e o regime. Os dois combatem os insurgentes que há três anos tentam derrubar o presidente Bashar al-Assad.