Japão vai financiar bases dos EUA no país por mais 5 anos

Segundo o acordo, país asiático vai repassar € 1,7 bilhão por ano para a manutenção das tropas

Tóquio – O governo do Japão assinou nesta sexta-feira um acordo com os Estados Unidos pelo qual se compromete a financiar, por mais cinco anos, a manutenção das bases americanos no arquipélago, com um suporte de 188,1 bilhões de ienes (1,7 bilhão de euros) anuais.

O contrato, que ainda terá que ser ratificado pelo parlamento japonês, substitui o atual, que expira em março e estabelecia que o Japão deveria ser o responsável por pelo menos 70% das despesas de manutenção das bases, informou a rede de televisão local “NHK”.

Este apoio econômico faz parte do chamado “respaldo de nação anfitriã”, segundo o qual Tóquio custeia a maior parte das instalações militares dos EUA no Japão.

Washington é o principal aliado de Tóquio em termos de segurança, e começou a receber ajuda econômica dos japoneses a suas bases na região em 1978, em plena Guerra Fria.

O financiamento teve seu maior valor em 1999, quando chegou a 275,6 bilhões de ienes (2,47 bilhões de euros), mas desde então foi reduzido gradualmente perante a preocupação do Japão com suas contas públicas e as críticas de seus cidadãos às tropas americanas no país.

Washington mantém cerca de 48 mil soldados repartidos em diversas bases no Japão, mais da metade deles no arquipélago de Okinawa, onde há uma forte oposição à presença militar dos EUA.

O chefe do governo japonês, Naoto Kan, afirmou ontem que os laços com os EUA são “fundamentais” para a política externa japonesa, e explicou que a ajuda militar dos americanos é necessária perante ameaças como a da Coreia do Norte na região.