Israel terá crescimento recorde de 5,2% em 2011, projeta banco central

Segundo o diário Yedioth Ahronoth, é a primeira vez que o banco central israelense situa em 5,2% a perspectiva de crescimento

Jerusalém – O governador do Banco de Israel, Stanley Fischer, atualizou para 5,2% a previsão do crescimento do PIB em 2011, enquanto situou a taxa de desemprego em 5,8% para este ano, porcentagens que representam recordes históricos para a economia local.

Esta é a primeira vez que um presidente do banco central israelense situa em 5,2% a perspectiva de crescimento, que, segundo o diário “Yedioth Ahronoth”, se deve a resultados no primeiro trimestre que mostram uma clara aceleração da atividade no mercado.

O suplemento econômico do rotativo informa nesta quinta-feira que a previsão anterior de Fischer para 2011 era de 4,7%, e que sua correção segue à publicada na semana passada pela OCDE, que fixou uma previsão de crescimento de 5,4% para Israel.

Por outro lado, o índice de desemprego, hoje em 6%, cairá a 5,8% ao fim deste ano, segundo a previsão de Fischer.

A taxa mais baixa já registrada pelo Escritório Central de Estatísticas de Israel é de 5,9%, há três anos, antes da crise econômica mundial.