Israel precisa agir para romper ‘isolamento’ regional: Pentágono

O secretário de defesa Leon Panetta destacou em um discurso que "lamentavelmente, no ano passado, o mundo assistiu ao crescimento do isolamento de Israel"

Washington – O secretário de Defesa americano, Leon Panetta, disse nesta sexta-feira que Israel precisa agir para por fim a seu crescente “isolamento” no Oriente Médio, normalizando seus laços diplomáticos com o Egito e a Turquia e renovando o diálogo de paz com os palestinos.

Panetta destacou em um discurso que “lamentavelmente, no ano passado, o mundo assistiu ao crescimento do isolamento de Israel em relação a seus tradicionais parceiros da região e a busca pela paz no Oriente Médio foi interrompida”.

Mas o funcionário admitiu que Israel não é o único culpado por sua difícil posição e citou uma “campanha internacional” desenhada a isolar o país.

Panetta disse que compreende a ansiedade de Israel sobre a instabilidade no Oriente Médio, mas assinalou que a “primavera árabe” oferece uma oportunidade para tornar a região mais segura.

É crucial para Israel retomar as boas relações com Turquia e Egito, acrescentou.

Os Estados Unidos permanecem comprometidos com a segurança de Israel e prometem evitar que o Irã obtenha armas nucleares, e o eventual recurso à uma ação militar não foi descartado pelo presidente Barack Obama.

Panetta prometeu que Washington garantirá a Israel uma clara capacidade militar, com o fornecimento de sofisticados mísseis de defesa e caças F-35.