Israel: com Trump, ideia de Estado palestino fica para trás

"A era de um Estado palestino ficou para trás", afirmou o ministro da Educação israelense

O ministro da Educação israelense, membro da coalizão governamental e chefe das fileiras do lobby dos colonos judeus, afirmou que a ideia de criar um Estado palestino coexistente com Israel está superada, depois da vitória de Donald Trump nas eleições americanas.

“A vitória de Trump oferece a Israel a possibilidade de se renunciar imediatamente à ideia da criação de um Estado palestino”, afirmou, em um comunicado, Naftali Bennett.

“Esta é a posição do presidente eleito e esta deve ser nossa política. A era de um Estado palestino ficou para trás”, concluiu.