Israel cancela encontro com palestinos após acordo OLP-Hamas

No entanto, o negociador palestino Saeb Erakat declarou que não havia nenhuma reunião prevista nesta quarta-feira com os israelenses

Israel cancelou uma sessão de negociações previstas para esta quarta-feira com os palestinos após o anúncio de um acordo entre a OLP, do presidente palestino Mahmud Abbas, e o movimento islamita Hamas, anunciou um porta-voz do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

“Israel cancelou o encontro que iria ocorrer nesta noite” com os negociadores palestinos, escreveu o porta-voz Ofir Gendelman em sua conta no Twitter.

No entanto, o negociador palestino Saeb Erakat declarou à AFP que não havia nenhuma reunião prevista nesta quarta-feira com os israelenses.

“Netanyahu parou as negociações há muito tempo”, declarou.

“Escolheu os assentamentos em vez da paz”, acrescentou, referindo-se à colonização israelense na Cisjordânia ocupada.

“Está demolindo o processo de paz”, disse.

A OLP e o Hamas anunciaram nesta quarta-feira a formação iminente de um governo de união nacional, apesar das advertências de Israel, que bombardeou logo depois a Faixa de Gaza.

Seis civis palestinos ficaram feridos, um deles em estado grave, neste bombardeio, que ocorreu quando milhares de pessoas festejavam nas ruas o anúncio da formação nas próximas semanas de um governo de união dirigido por Abbas.

Milhares de pessoas saíram às ruas espontaneamente na cidade de Gaza, em outras aglomerações e em campos de refugiados do território, carregando bandeiras palestinas e gritando “Unidade Palestina!”.