Israel busca a paz, mas se defenderá contra o Irã, diz Netanyahu

Primeiro-ministro ainda disse que conversou com Putin e os líderes reforçaram o acordo de cooperação

Jerusalém – O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse neste sábado que Israel buscava a paz, mas continuaria a se defender contra o Irã.

No início do dia, um míssil antiaéreo derrubou um avião de guerra israelense que voltou de uma incursão de bombardeio contra posições apoiadas pelo Irã na Síria, no mais sério confronto entre Israel e forças apoiadas pelo Irã, baseadas na fronteira.

Netanyahu disse que falou com o presidente russo, Vladimir Putin. “Eu reiterei a ele nossa obrigação e o direito de nos defender contra ataques do território sírio. Nós concordamos que a coordenação entre nossos exércitos continuaria”, disse Netanyahu em uma declaração televisionada.

Netanyahu acrescentou que falou com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson. “Israel busca a paz, mas continuaremos defendendo-nos firmemente contra qualquer ataque contra nós ou qualquer tentativa do Irã de se estabelecer contra nós na Síria”, disse Netanyahu.