Israel adia ocupação de colonos de casa palestina em Hebron

Autoridades israelenses adiaram por razões jurídicas a ocupação prevista de uma casa palestina por colonos judeus no centro de Hebron, na Cisjordânia

Jerusalém – As autoridades israelenses adiaram por razões jurídicas a ocupação prevista de uma casa palestina por colonos judeus no centro de Hebron, na Cisjordânia, anunciou o ministro da Habitação, Uri Ariel.

Um grupo de colonos foi desalojado pelo exército em abril de 2012 de uma casa próxima ao Túmulo dos Patriarcas, um local sagrado venerado pelos judeus e muçulmanos. Mas na segunda-feira, depois da morte de um soldado israelense por um tiro palestino em Hebron, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que permitiria a nova ocupação.

Mas 14 palestinos apresentaram recurso ao Tribunal Supremo israelense. Eles se consideram proprietários do edifício.

O representante do governo no tribunal admitiu que a declaração de Netanyahu não tinha caráter “oficial” e que a casa não poderia ser ocupada novamente pelos colonos até a determinação do status legal.

Uri Ariel, membro do Lar Judeu, partido nacionalista favorável à colonização dos territórios ocupados palestinos, lamentou a decisão do tribunal.