“Isaac” perde força, mas segue castigando Nova Orleans

Chuvas torrenciais e grandes ondas também ameaçam a fronteira de Mississipi e Alabama, afetando os Estados Unidos

Miami – “Isaac” continua perdendo força lentamente, mas segue castigando Nova Orleans e amplas regiões dos estados americanos do Golfo do México, aonde levou chuvas torrenciais e provocou grandes ondas.

O Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos detalhou em seu boletim das 21h (horário de Brasília) que “Isaac” perdeu força nas últimas horas até se transformar em uma tempestade tropical com ventos de 90 km/h.

‘Isaac’ se encontra 50 quilômetros ao sul de Baton Rouge, capital da Louisiana, e 95 quilômetros ao oeste de Nova Orleans, também na Louisiana, onde rege um toque de recolher durante a noite.

A tempestade avança muito lentamente em direção noroeste, a 7 Km/h, e deverá manter essa rota durante toda a noite, pelo que prossegue o alerta desde Cameron, na Louisiana, até a fronteira de Mississipi e Alabama.

Na noite desta quinta-feira, “Isaac” pode se transformar em depressão tropical, mas até lá poderá levar inundações à Louisiana e tornados ao litoral norte do Golfo do México e ao sul do vale do rio Mississipi.

No total, há 400 mil casas e comércios sem luz só na Louisiana, número que dobra se forem levados em conta os outros estados.

A Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema, em inglês) estima que a Cruz Vermelha dos EUA abriga mais de 5.200 pessoas em 80 centros disponibilizados em seis estados, “desde a Flórida até o Texas”.