Irlanda proíbe uso de plástico descartável no setor público

Investida está alinhada aos esforços da comunidade europeia para combater a poluição plástica

São Paulo – Todos os órgãos públicos e agências estaduais da Irlanda deverão encerrar a compra e uso de copos, talheres e canudos descartáveis feitos de plástico, a partir de 31 de março. 

Além da proibição de uso desses produtos no setor público, o governo irlandês também planeja ações ambiciosas para a reciclagem de plásticos, que envolverão varejistas e produtores com o objetivo de reduzir o uso desse material de forma voluntária. 

A restrição só não se aplicará a produtos e atividades que dependem do uso de plástico descartável por questão de saúde e segurança, como é o caso de apetrechos de uso hospitalar.

Segundo estimativas, a Irlanda é um dos principais produtores de resíduos plásticos da União Europeia (UE), produzindo 61 kg de plástico por pessoa a cada ano.

A investida está alinhada aos esforços da comunidade europeia para combater a poluição plástica nos oceanos. Em dezembro de 2018, a UE e o Parlamento Europeu chegaram a um acordo sobre a proibição de plásticos de uso único, incluindo pratos, talheres e canudinhos. 

As novas regras visam os 10 principais itens encontrados com maior frequência nas praias europeias e que já têm alternativas disponíveis. A UE espera concluir os passos legais finais para medida entrar em vigor em 2021.